Monday, November 27, 2006

And now for something completely different....

(TR)



Joelhos, salsa, lábios, mapa.


As letras dormiam na noite inclinada, e eram
silveiras bravas. Por elas
escorregava o sono inclinado: nercúrio,
salsa leve.
Unidas as letras nos cotovelos, unidas
dormindo
nos seus frios joelhos de letras.
Por baixo, os mapas redondos com seu
mercúrios leve e a sua
salsa leve inclinada. Bravias
silveiras escorregando nos mapas.
Meus lábios unidos às letras dormindo.
Esse, isso - cabelo quente,
telha molhada.

...


Excerto do poema "JOELHOS, SALSA, LÁBIOS, MAPA." de Herberto Helder

6 Comments:

Blogger Siddharta said...

Como a foto me faz despertar um turbilhão de sentimentos, fique com esta versão de Vanessa Paradis :

http://joaquimsilva.planetaclix.pt/vanessaparadis.mp3

"Le Tourbillon"
música escrita por Boris Bassiak
cantada por Jeanne Moreau no filme de Truffaut "Jules and Jim"

1:58 AM  
Blogger holeart said...

senti o resto

falta-me a cor

5:35 AM  
Blogger Femané said...

Uma Fotografia…
E da Madeira, um Poeta
E extracto completo dum Poema repleto
Por ser diferente… completamente

Sim,
Adorei os joelhos
E a letra que vi, não era silveira brava…
Porque a brava, estão dormindo
E os meus lábios não a querem proferir

5:37 PM  
Blogger -pirata-vermelho- said...

Até que ponto o Helder é mais 'profundo' que o Cesariny... mais fundo!
Embora não tão vasto-mundano.


É uma dúvida que não terá cabimento nunca.

10:41 PM  
Blogger SempreJurista said...

Os rodapés ...
as almofadas da porta ...
o soalho ...
mas ... mas ...

11:08 PM  
Blogger Funes, o memorioso said...

completely different, de facto: há uma dobradiça e não há sapatos pretos.

1:08 PM  

Post a Comment

<< Home